top of page

A Negação do Brasil - Relações de poder e os movimentos de liberdade #3

Atualizado: 25 de jul. de 2023



Até a posse de Fernando Henrique Cardoso, o Brasil não se assumia oficialmente um país racista. O presidente eleito em 1994 foi o primeiro governante a explicitar a questão racial num discurso de posse. A partir daí, políticas públicas tiveram que ser implementadas para dar conta de um problema sempre escamoteado pelo mito da democracia racial. O terceiro episódio trata de um país que negou por anos a existência de uma divisão racial e o abismo causado pela ausência de uma reparação histórica. E como, durante décadas, o protagonismo de instituições como a Santa Casa e o grupo Palmares foram decisivos para essa reparação e a consolidação de um ativismo negro.


O projeto Memórias Negras em Verbetes é financiado com recursos do Pró-cultura RS FAC - Fundo de Apoio à Cultura - do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.


Memórias Negras em Verbetes é uma realização da VOZ CULTURAL com podcasts produzidos pela Rádio Mínima.


Com roteiro e direção de Liliana Sulzbach

Pesquisa histórica, assistência de roteiro e produção de João Otávio Rodrigues

A locução é de Hayline Vitória

A edição é do João Cardoso

A mixagem final de Jeann Santos

A trilha sonora é de Álvaro RosaCosta

As artes gráficas e gerência de redes sociais são da Juliana Bittencourt

A Coordenação geral é de Vitor Ortiz

A Coordenação dos podcasts é de Caroline Colpo


Apoio: RÁDIO FM CULTURA - 107,7


Lá no nosso site www.memoriasnegrasemverbetes.com você encontra todo o conteúdo dos mais de 50 verbetes que lembram personagens, manifestações artísticas, territórios e instituições que marcaram a história da população negra de Porto Alegre.


ESTE PROJETO TEVE O TRABALHO DE PESQUISA DE:


Daniele Vieira, Greice Adriana Macedo, Iosvaldyr Bittencourt, Jacqueline Custódio, Jane Mattos, Orson Soares, e Jonas da Silva.


Os aúdios e as pesquisas históricas para a construção deste episódio são:


Discurso de posse do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=p4Ymutd6jJQ. Acesso em: 11 jul. 2023.



Vídeo: Silvio Almeida discute mito da democracia racial no Roda Viva. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zUk7U6K0QnE. Acesso em: 11 jul. 2023.



Vídeo: O mito da democracia racial | Consciência Negra: Reconhecer e Reparar. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=TNWgWL882xo. Acesso em: 11 jul. 2023.



Vídeo: Djamila Ribeiro diz que mito da "democracia racial" encobriu violência racista no Brasil. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=eW-_OTcYo1c. Acesso em: 11 jul. 2023.



Vídeo: Roda Viva | Jair Bolsonaro | 30/07/2018. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=lDL59dkeTi0. Acesso em: 11 jul. 2023.



Sobre os documentos da ditadura: Indicar no podcast que o acesso se deu pelo seguinte trabalho: PEDRETTI, Lucas. Dançando na mira da ditadura: bailes soul e violência contra a população negra nos anos 1970. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2022.


MOREIRA, Paulo Roberto Staudt. Joana Mina, Marcelo Angola e Laura Crioula: os parentes contra o cativeiro. In: SILVA, Gilberto Ferreira da; SANTOS, José Antônio dos; CUNHA, Luiz Carlos da (orgs). RS Negro. Cartografias sobre a produção do conhecimento. Porto Alegre: EDIPUCRS (2010): 46-62.


MACEDO, Greice Adriana Neves. O Grupo Palmares (1971-1978) e suas estratégias de enfrentamento ao racismo da Ditadura de Segurança Nacional Brasileira. Dissertação (Mestrado em História), Porto Alegre/RS: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2020.


DOC83 - Alforria Eduarda, 15.12.1863. Acervo do Centro Histórico-cultural da Santa Casa. Maço 4 - (1803 – 1853). [Porto Alegre: Centro Histórico-Cultural da Santa Casa, 1863].


DOC1- Alforria Protázio, 07.11.1853. Acervo do Centro Histórico-cultural da Santa Casa. Maço 4 - (1803 – 1853). [Porto Alegre: Centro Histórico-Cultural da Santa Casa, 1853].

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page