top of page

Bará do Mercado-Museu de Percurso

Atualizado: 2 de out. de 2023


O terceiro marco visual do Museu de Percurso do Negro, chamado “Bará do Mercado”, foi inaugurado em 7 de fevereiro de 2013, mesmo dia em que o lugar do assentamento do Bará foi indicado e aprovado pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural (COMPAHC) como Bem Cultural de Natureza Imaterial de Porto Alegre, passando a fazer parte do patrimônio cultural da cidade. A solicitação para o registro junto à Secretaria de Cultura da capital foi iniciativa da Congregação em Defesa das Religiões Afro-brasileiras (CEDRAB).

A obra é formada por sete chaves de bronze, colocadas em sentido anti-horário, envoltas por dois círculos excêntricos, um amarelo e outro vermelho, formados por pedras de granito. As chaves estão conectadas a correntes também de bronze, que juntas apontam para sete diferentes coordenadas geográficas, sendo duas delas direcionadas ao Lago Guaíba. Os ferrolhos das chaves mostram duas formas diferentes, uma destinada ao Bará Agelú e outra ao Bará Lodê. O mosaico está situado sobre o assentamento dedicado ao Bará, no centro do Mercado, uma grande encruzilhada marcada pelo encontro das quatro linhas que demarcam as entradas da edificação.

O monumento, idealizado por Mãe Norinha de Oxalá, que é fruto do labor coletivo e de uma soma de saberes, foi concebido por Pelópidas Thebano e Leandro Machado, e executado por Vinicius Vieira, Leandro Posenato e Vilmar Santos. A homenagem em pedra ao Orixá Bará é a solidificação de um processo de aproximação entre o campo religioso e o ativismo do movimento negro. Em outras palavras, marca o reconhecimento da dimensão étnica do embate religioso contra a intolerância religiosa. As demandas do CEDRAB por valorização do patrimônio histórico e cultural africano por meio de evidenciar a “Tradição Bará do Mercado” encontrou apoio decisivo das organizações do movimento negro, coroando esta obra de arte como um ponto emblemático do Museu de Percurso do Negro.



Referências:


SOUZA, Vinicius Vieira. Artes Visuais de Referência Afro-brasileira no espaço público de Porto Alegre. In: RAMOS, Jeanice D; VARGAS, Pedro R; SOUZA, Vinicius V. Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre: etapa IV. Porto Alegre, Editora Porto Alegre: 2015


VARGAS, Pedro R. O Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre ou, para muitos, a surpreendente história de um museu que não parece museu dedicado a um gaúcho que não é percebido como gaúcho. In: RAMOS, Jeanice D; VARGAS, Pedro R; SOUZA, Vinicius V. Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre: etapa IV. Porto Alegre, Editora Porto Alegre: 2015


65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page